4 de mai de 2018

O que há de pior no mundo virtual?

Foto / Bonnie Kittle 

Mesmo que eu seja alguém muito envolvida com o mundo virtual, eu tenho as minhas grandes desconfianças e reservas com relação a tudo o que leva o título "virtual". Embora eu esteja sempre bem presente nas redes sociais e aqui no blog, eu tento fazer com que a maior parcela da minha vida seja real, para daqui há alguns anos me orgulhar de realmente ter vivido. É inegável que o advento da internet facilitou muitas áreas do nosso cotidiano, porém como era tudo muito novo pra todo mundo, muitos de nós só passamos a compreender de fato o que o meio virtual é e representa há pouco tempo, e até uns meses atrás muitos agiam como se as plataformas virtuais de interação fossem terra sem lei, o que graças a Deus está mudando aos pouco e os crimes virtuais estão a cada dia sendo reprimidos. Na lista de hoje eu cito algumas coisas que eu considero "ruins" em se tratando deste local comum chamado internet!

O desespero por fama/números em redes sociais - Não tem nada mais chato do que pessoas que buscam desesperadamente ser famosas através das redes sociais, onde tudo o que importa é a quantidade de likes e seguidores. Não tenho nada contra quem trabalha com a internet, eu inclusive gostaria de ser uma dessas pessoas, mas não quero isso a qualquer custo, se algum dia as minhas redes sociais tiverem muita gente, não vai passar do resultado da pessoa que eu sou e do trabalho que eu desenvolvo, as pessoas que me acompanham, são as minhas pessoas especiais, independente de quantidade ♥

O conforto do anonimato - Se tem algo horrível em se tratando de mundo virtual, é o conforto do anonimato onde as pessoas acham que por estarem atrás de um tela, podem sair falando tudo o que bem entenderem pra todo mundo. Com isso temos ódio gratuito, intolerância e preconceito sendo espalhados por aí igual água em nome da liberdade de expressão. Mas se tem uma coisa que me conforta muito em meio a tudo isso, é que nenhum crime na internet é cometido de forma "anônima" hoje em dia e enfim as pessoas estão se tocando que se você não tem nada de bom pra falar, melhor ficar calado. 

O bombardeio constante com informações que reforçam padrões - Nunca fui de me adequar aos padrões, o que não significa que eu não tenha tentado afinal somos bombardeados com tantas informações que reforçam padrões estéticos e de vida que o nosso comportamento muda e a gente nem percebe. Antes as mulheres desejavam parecer com as atrizes que passam nas novelas, hoje em dia com as mulheres do Instagram. Altas, magras em sua maioria, com cabelos, unhas e dentes perfeitos, em uma casa linda e muito bem decorada, com padrões de vida altos e difíceis de alcançar, nada contra, mas parece que quanto mais eu uso o aplicativo mais eu percebo que a vida de todo mundo tá muito parecida e tem muita gente lutando pra se igualar, o que sinceramente me deixa bem preocupada a respeito da formação da nossa personalidade que deveria ser algo único, mas que infelizmente tem se tornado algo comum.

Fake news - Graças ao nosso bom e amado Deus que as plataformas estão lutando pra combater as fake news que simplesmente aparecem do nada, por mais bobo que seja, uma informação caindo nas mãos erradas, pode causar um grande estrago, já houveram até pessoas que morreram em meio ao compartilhamento desenfreado de notícias que sequer são verdade. É por isso que eu digo, antes de compartilhar qualquer coisa, seja em grupos de Whatsapp, Instagram e Facebook, tenha certeza que aquilo que você está falando é verdade e é claro, temos que ponderar o impacto que uma informação errada pode causar.

O estimulo a procrastinação - Quanto tempo você gasta nas redes sociais diariamente? Um, duas, três horas? Já parou pra pensar que durante esse tempo nós poderíamos fazer toda e qualquer coisa em nossa vida que infelizmente nunca fazemos por "não termos tempo"? Eu tenho tentado melhorar nesse quesito desde julho do ano passado, tenho evitado ficar com o telefone próximo de mim durante algumas horas do dia e responder as pessoas apenas entre os intervalos das minhas tarefas. Quando nos livramos da sensação de cobrança para que estejamos online e respondamos tudo de prontidão, percebemos que muita coisa pode esperar e as interações sociais por meio de aplicativos não são tão urgentes assim.

Tenho certeza que você tem alguma opinião a respeito do assunto, então me responda: Pra você, o que há de pior no mundo virtual? Quer sugerir um tema de post para este blog? É simples, basta clicar ali em cima na aba CONTATO e preencher o nosso formulário, vou adorar ler e atender a sua sugestão...

Beijo da Mana dos Pitacos 

Nenhum comentário:

Postar um comentário