16 de mai de 2018

2# Diário da cacheada | Cortar o cabelo as vezes é necessário


Olá manos e manas, tudo bacon vocês?

Faz um pouquinho mais de um mês que eu resolvi começar o diário da cacheada aqui no blog, cuja intenção é mostrar as minhas reflexões a respeito de tudo o que envolve o processo de crescimento e a aceitação da forma natural do meu cabelo, bem como tudo o que ando aprendendo que me leva a cuidar dos meus fios com mais qualidade. E falando em cuidar do cabelo com qualidade, há alguns dias eu meti na minha cabeça que precisava cortar o cabelo e fui lá e fiz, como forma de reforçar mais uma vez pra mim a ideia do quanto cortar o cabelo as vezes é importante.

- Mas Marcelle, tu não disse no primeiro post deste diário que iria deixar o cabelo crescer?

Eu disse e realmente estou fazendo isso, e é aí que entra a lição, nem sempre um corte tem a ver com a quantidade em centímetros que você deixa no chão do salão, mas sim em dar forma aquilo que emoldura seu rosto - seu cabelo! Eu sempre associei o ato de cortar o cabelo com as minhas mudanças bruscas de estilo (e até de identidade), e acho que esta foi a primeira vez em que decidi cortar pra melhorar algo que já existe e não pra modificar (o que é algo que fala bastante sobre o meu estado de espírito atual e a pessoa que eu tenho sido nos últimos meses). 


Eis o que acontece quando você faz química (alisamento) por muito tempo, os primeiros centímetros do cabelo tem uma tendência a nascerem sem forma e ressecados, o famoso Scab Hair (ainda vou fazer um post somente sobre ele aqui no blog). E tem mais um detalhe especial, devido eu ter raspado, além do meu cabelo estar crescendo de forma desordenada, sem corte, a ponta dele estava grossa. Tudo isso vinha me incomodando um pouco mas eu teimava que não ia cortar por que "estava deixando crescer". Foi então que eu fui acompanhar uma amiga no salão e lá o cabeleireiro me explicou que mesmo que eu não fosse fazer nada revolucionário, era interessante eu dar uma forma ao meu cabelo para que ele pudesse crescer não de qualquer jeito (como estava acontecendo até então), mas com uma identidade.

Após cortar eu percebi que um corte pra deixar o cabelo "organizado" faz toda a diferença, por mais que ele esteja curto, eu estava tomando um pouquinho de tempo a mais pra arrumar nos últimos dois meses por que principalmente a parte de trás e essa do lado (que eu coloco atrás da orelha) nunca ficavam do jeito que eu queria. E é muito louco ver que uma simples bobagem muda tudo, desde então voltei a somente passar o creme e repartir do lado e deixar que a natureza faça o resto, afinal praticidade é algo que gostamos muito né amores? Uma cortadinha aqui e ali deixou o cabelo mais harmônico e proporcional.


Inclusive queria abrir este parágrafo pra falar do atendimento do salão Beauty Care aqui em Bragança-Pará, quando comecei todo esse processo de me aceitar e deixar pra trás o alisamento e também por conta da minha última experiência em salão (que foi péssima), não achei que pisaria em um salão tão cedo, mas eu senti tanta segurança nas palavras do cabeleireiro do estabelecimento que resolvi apostar e não me arrependi... E é isso que eu tenho a dizer hoje, cortar o cabelo não é um bicho de sete cabeças, e uns centímetros a menos nunca são sinônimo de retrocesso, pra falar a verdade cortar também faz parte do processo de deixar crescer ♥

Vocês tem pena de cortar o cabelo ou são iguais eu, uma metamorfose ambulante? Não saiam sem comentar, vou adorar saber as suas opiniões... Quer sugerir um tema de post para este blog? É simples, basta clicar ali em cima na aba CONTATO e preencher o nosso formulário, será uma satisfação ler e atender a sua sugestão ♥

Beijo da Mana dos Pitacos 

Nenhum comentário:

Postar um comentário