12 de jan de 2018

Se eu pudesse trocar de profissão, eu seria...


Cresci ouvindo meus pais dizerem que eu seria uma ótima advogada ou juíza, de acordo com eles desde muito pequena eu sempre fui alguém que fala das coisas com determinada autoridade assim como os bons advogados fazem, e pensando bem eles não erraram em nenhum minuto ao falar isso, eu mesma tenho que concordar que sou munida de algumas das qualidades que um bom advogado deve ter, tenho um amor muito grande por defender causas que não sejam apenas as minhas, adoro escrever, e se eu não fosse comunicativa e persuasiva jamais estaria trabalhando no ramo da comunicação e do professorado. 

Mas como eu nunca fui de dar bola pra algumas coisas que os meus pais falavam (não repitam isso em casa), no começo da adolescência não percebia em mim essas características, e o meu sonho era ser engenheira, mais precisamente engenheira ambiental, afinal também tenho muito amor por esse pedaço de chão que nos foi dado e sempre me senti no dever de preservar. O mais engraçado é que eu não me tornei nem uma coisa nem outra, acabei enveredando pelo rumo das letras, me encontrei no ramo da comunicação e sou cada dia mais apaixonada por arte ♥ Mas querem saber? Eu acredito muito que a vida é uma caixinha de surpresas, amanhã minha vida pode mudar e eu posso querer ser algo completamente diferente do que eu sou hoje, e se a minha profissão fosse mudar também, eu adoraria ser...

Blogueira - Eu não faço nada aqui no blog pensando em retorno financeiro, este espaço é algo que eu tento colocar totalmente a parte de ambições econômicas MAS se eu dissesse que nunca pensei no quanto viver de blog seria maravilhoso eu estaria mentindo, afinal se me propusessem largar tudo pra ganhar dinheiro apenas escrevendo posts aqui pro PM, eu não pensaria duas vezes e aceitaria, por que eu amaria trabalhar full time aqui, postar todos os dias e colocar todos os planos que eu tenho para o blog em prática e que não faço por falta de tempo.

Fotojornalista - Que eu amo fotografia todo mundo já sabe, mas eu descobri que não me vejo sendo fotógrafa de books e eventos sociais, o que faz de fato meu coração bater mais forte é o fotojornalismo. Acho incrível o esforço que alguns fotógrafos fazem pra ter o registro de determinados acontecimentos, o que é algo super importante para que a sociedade futura lembre e tenha uma imagem concreta de coisas que a geração passada viveu, é algo que eu com toda certeza me veria fazendo.

Tagger - Quando eu soube da existência dessa profissão eu só faltei morrer. Deixem-me explicar, tagger é a pessoa que trabalha assistindo filmes ou séries (pra Netflix ou algum outro serviço de streaming) e escolhe as palavras-chave que melhor definem o conteúdo. Ou seja, molezinha! Acho que não há alguém vivo que não ia amar assistir séries e filmes o dia todo e ainda ganhar um puta salário. Netflix me contrata nunca te pedi nada!

Psicóloga - Eu acho a psicologia super importante, inclusive penso que todo mundo sem exceção deveria fazer terapia pelo menos uma vez na vida pra se conhecer melhor, se engana quem pensa que ir no psicólogo é coisa de gente problemática. E querem saber? Eu adoraria saber dizer as coisas certas, com base na ciência pra ajudar pessoas a serem melhores, a superarem seus medos, e mostrar o que cada pessoa em sua essência única pode fazer para ser feliz. As vezes eu dou uma de psicóloga através dos meus textos já perceberam? Acho lindo demais o trabalho desses profissionais.

Atriz - Apesar de nunca ter tido muitas oportunidades pra me engajar na área da atuação, eu sempre amei fazer parte de encenações, coreografias e pantominas tanto na escola quanto na igreja. E eu super me veria encenando vários papéis nas produções de cinema e nos teatros da vida, iria adorar ser a vilã que persegue a mocinha e o mocinho (rindo igual a Paola Bracho, bem má).

Advogada - Se me oferecessem uma faculdade de advocacia hoje em dia eu toparia, anos atrás minha família viveu uma situação muito tensa, e não tínhamos como pagar um bom advogado para nos defender de uma barreira enorme de injustiça, foi então que eu percebi o valor de ser um defensor de boas causas e ter conhecimento e título pra bater a mão na mesa e ser ouvido. Acho que se eu me tornasse advogada, eu pegaria aquelas causas de pessoas injustiçadas e tentaria ao máximo resolver, afinal só quem já foi injustiçado sabe o quão triste é.

Militar - Se eu acho mulher de farda a coisa mais linda do mundo? Acho mesmo e não escondo! Apesar de eu não ter porte nenhum pra isso (nem emocional, nem físico), se eu me tornasse militar eu seria uma soldada/tenente/qualquer cargo da polícia super mau encarada da porra, bem má com os bandidos mesmo, ia mandar todo mundo que não andasse na linha ver o sol nascer quadrado. E na boa? Deus sabe o que faz por que os caras maus iam todos querer me matar (rindo de nervoso).

Nem sei dizer o quanto eu amei fazer esse post, rapidinho eu me imaginei aqui vivendo sete vidas super hiper mega diferentes da que eu vivo, quem sabe eu não evolua para alguma das opções acima no futuro? Quais você acha que mais combina comigo? E você, se pudesse trocar de profissão, qual você escolheria? Não saia sem comentar, adoro saber a sua opinião ♥

Beijo da Mana dos Pitacos 

6 comentários:

  1. Sempre quis fazer psicologia, mas $$$ me impede no momento.
    Ser tagger deve ser bom demais. Quem não quer, né? Kkkkkkkkkk.

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aiii mana eu que o diga, se tivesse $$$ suficiente eu estaria na capital fazendo alguma faculdade de jornalismo ou de direito... Ia arrasar! Hahah
      Obrigada pela sua visitnha aqui no blog linda ♥ Volte sempre!!!

      Excluir
  2. Oi, Marcelle! Tudo bem? Isso do mundo ser uma caixinha de surpresas é a maior verdade já dita. Estou estudando jornalismo, mas gosto muito de imaginar como seria minha vida se fosse professora, só blogueira ou se eu pudesse viver só da minha escrita e meus livros. Me identifiquei com várias dessas daí que você citou, haha!

    Beijo!
    www.controversos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mana tu não tem noção do quanto eu acredito nessas voltas que a vida dá ♥ Por isso que eu sempre digo que quando a gente não consegue fazer algumas coisas que a gente quer muito, nem tudo está perdido... a vida sempre surpreende a gente :)
      Obrigada pela sua visitinha amore e volte sempre ♥ um abraço quentinho

      Excluir
  3. Eu queria muito ser jornalista e veterinária. Jornalista ainda quero muito ser, mas como tenho muito medo de sangue, desisti da segunda opção hahaha
    Adorei saber um pouco mais sobre suas vontades pessoais! Faz MUUUUITO tempo que não apareço aqui, mana seu cantinho ta lindooooo <3
    Beijinhos!
    Livros, Amor e Mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aaaahhhhhh obrigada ♥ Eu sempre visito o seu :) Não é atoa que o seu blog está no meu blogroll haahahaha
      ta aí uma área que nunca passou pela minha mente, a de cuidar dos bichinhos e pensando bem nem de longe comiba comigo apesar de eu ter um amor enorme por eles...
      Obrigada pela sua visitinha ♥ Volte sempre!!! um abraço quentinho

      Excluir