29 de dez de 2017

No ano que vem eu quero


Este é o último post do ano ♥ E eu sou muito grata por ter chegado até aqui, por tudo o que aconteceu na minha vida neste ano, pelos momentos de felicidade, pela mudança de vida que eu me permiti viver e até pelos momentos difíceis. Em 2017 eu não fiz quase nada do que planejava fazer, mas tive inúmeras surpresas com o decorrer dos dias, posso afirmar que este ano foi muito mais do que eu esperava, foi um ano produtivo, um ano de mudança de atitude e acima de tudo, um ano de rever prioridades em todas as áreas da minha vida, e quero muito que esses ventos de mudança continuem soprando na minha direção no ano que irá iniciar. A lista de hoje contém coisas que eu desejo ser em 2018, atitudes que eu quero tomar pra tornar os meus dias melhores, quem sabe eu não inspire você a ser melhor também? Confira a lista!

Não me machucar com tanta facilidade - De maio pra cá eu fui acometida de uma doença seríssima chamada sensibilidade ao extremo, muita coisa boba do dia-a-dia passou a me incomodar de uma maneira descomunal e por mais que muita gente não tenha percebido, qualquer meia palavra me fazia ficar triste, muita coisa doeu (e ainda dói) bastante. Em 2018 não quero passar por isso de novo, e de alguma forma que ainda vou descobrir, vou lutar contra isso.

Ser franca com as pessoas de uma forma que não as machuque - Uma coisa que eu descobri em mim em 2017 é que eu odeio meias palavras, não gosto de ouvir e passei odiar dizê-las, minha tarefa em 2018 é continuar sendo bem franca com as pessoas, mas acima de tudo fazer com que a minha franqueza não acabe com o dia de alguém (o que não é uma tarefa nada fácil).

Chamar de amigo somente quem fizer jus ao título - Essa área foi a mais complicada pra mim em 2017, perdi amigos, me senti sozinha, andei perambulando pra lá e pra cá a procura de alguém... Em 2018 não vou mais apostar em amizades, não vou buscá-las ou criar expectativas, quero que elas aconteçam de forma natural, e principalmente vou chamar de amigo somente quem for amigo, e pra isso preciso conhecer alguém suficientemente bem e sentir que o sentimento é recíproco e me faz bem, minha busca a partir de hoje é serena, esperando que a vida me surpreenda.

Abraçar mais - Eu tenho um sério problema com contato, pra eu abraçar alguém eu tenho que mandar a informação pro meu cérebro uma hora antes pra eu me preparar psicologicamente para que o abraço não fique estranho nem pra mim nem pra pessoa que está recebendo, é muito louco (rindo de nervoso). Quero superar isso em 2018 por que gosto muito de abraçar mas na maioria das vezes nem consigo.

Ter coragem pra tirar os planos do papel - Eu tenho muitas ideias diariamente, acho que se eu ganhasse só pra ter ideia boa, eu já estaria bem rica (humilde ela né?), o problema mesmo é ir lá e executar (não me diga)... Em 2018 quero começar e terminar, planejar e executar, muito mais do que desejar, FAZER. E principalmente, não dar chance para o desânimo bater antes que eu ponha os planos em prática.

Viver um dia de cada vez - Não temer o amanhã e as surpresas que ele me reserva e não permitir que os erros cometidos ontem me deixem pra baixo ao ponto de não desfrutar do hoje. Quero viver um dia de cada vez, me perdoando pelos erros cometidos, aprendendo lidar com os problemas que surgem no caminho e agarrando cada dia como uma oportunidade única, que não volta nunca mais.

E vocês, o que esperam ser em 2018? Não saia sem comentar, adoro saber a sua opinião. Quer sugerir um tema de post para este blog? É simples! Basta clicar ali em cima na aba CONTATO e preencher o nosso formulário, vou adorar ler e atender a sua sugestão. Muito obrigada por ter estado presente aqui no blog em 2017, cada leitor é super importante pra mim, desejo a todos uma excelente virada e nos vemos em 2018 ♥

Beijos da Mana 

Nenhum comentário:

Postar um comentário