Mulher careca é bonita sim!

Foto / Reprodução

Faltando menos de um mês pra eu aderir ao visual acima, todos os dias tenho pesado bastante a decisão que tomei, mesmo que eu ainda não a tenha colocado 100% em prática. Por mais que a gente diga que não se importa com a opinião do outro, em muitas ocasiões ela interfere na forma como nós nos sentimos, é uma daquelas coisas inevitáveis, a gente até diz que não liga, mas sempre lá no fundo, repensamos quem somos e se as nossas decisões estão certas ou não. Pra mim este mês é um mês de reflexão sobre tudo o que irá acontecer e principalmente é pra mim o momento de fortalecer meu psicológico pra todo julgamento que eu já sei que irei receber. Por mais que a sociedade tenha evoluído bastante, dependendo de qual círculo social você ande, algumas coisas dificilmente serão vistas como normalidade, mulher de cabelo curto é uma dessas coisas, principalmente quando você já teve o cabelo grande, que era "bonito".

Nesses últimos dias tenho vencido alguns gigantes, o primeiro de todos é o próprio espelho, nunca desde que alisei meu cabelo eu passei mais do que três meses sem ir ao salão, pra falar a verdade no segundo mês já me dava uma agonia horrível e logo no começo do terceiro mês lá estava eu, na cadeira do salão, tirando uns bons $200 do bolso pra algumas semanas depois estar me sentindo totalmente infeliz com a forma como o meu cabelo se apresentava ao mundo, liso porém cada dia mais ressecado e cheio de problemas. No dia que eu saí com o cabelo amarelíssimo do salão, e alguns dias mais tarde ele ficou pior por conta da "escova marroquina" eu tive um choque enorme de realidade, por que eu estava me submetendo a tudo aquilo? Por que eu voluntariamente me dispunha a me auto iludir achando que deveria fazer todos os sacrifícios do mundo pra ficar "bonita"?

Não estou virando contra o alisamento, muito pelo contrário sou incentivadora da liberdade de ser, por que a liberdade de ser traz plenitude para as nossas vidas, no momento em que ir no salão deixa de ser algo natural e que nos faz feliz e passa a ser um peso de carregamos aí sim devemos tomar as medidas necessárias, por que ficar sofrendo não dá. Foi então que eu entendi que queria mudar, e ter meu cabelo de volta, como ele era antes, cheio de defeitos, que eu cuidava cortando, sem precisar torrar metade do meu salário 4 vezes por ano no salão. Como não quero passar pela transição capilar, que é o processo de deixar o cabelo crescer por um tempo pra depois cortar por que acredito que no meio desse processo eu talvez acabaria alisando novamente eu resolvi que iria fazer de vez o Big Chop, e ficar careca da silva.

Tenho plena consciência de que vou ouvir vários: Por que você fez isso? Ficou louca? Te preferia com o cabelo liso! Você só tá assim por que não cuidava do cabelo! Você tá horrível careca! MAS cadê que alguém paga "uns" tratamento capilar de última geração pra gente não é? Eu tenho absoluta certeza de que vou ficar linda de cabelo curto, e não me refiro a beleza limitada do exterior, me refiro ao que vem de dentro, por saber que eu não preciso mais me esconder embaixo de uma imagem que criei pra mim e isso tem tudo a ver com o poder que cada um deve ter de mudar a sua própria vida, e no caso das mulheres é conhecido também como empoderamento, não ser refém de nada. Por mais que o mundo ainda não entenda por que uma mulher abandona os fios compridos, digo que isso acima de tudo tem a ver com liberdade de aceitar-se, de escolher, de ser, de viver, de amar... E não tem nada mais bonito que isso!

Foto / Reprodução

Beijos da Mana

Pin It
2

2 comentários:

  1. Para tudo!!!!!!���� mentira que você vao ter coragem? Ai quero vê. Já ansiosa pra ver o resultado. �� Que com certeza vai ficar MARAAA. ��������������

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. só me aguarda dia primeiro migs ♥ vai rolar até vídeo da mudancinha :)
      Obrigada por visitar o blog sempre ♥♥

      Excluir