5 coisas que aprendi aos 23 anos

Foto / Sergey Zolkin

Nada na minha vida nunca me veio de forma fácil, pra cada coisa que eu conquistei, que muitos ainda tem a ousadia de dizer que não é nada, eu enfrentei muitos desafios, lembro da felicidade quando conquistei meu primeiro emprego em uma rádio, onde pela primeira vez na minha vida soube o que é ser reconhecido por algo que eu faço bem; Lembro de quando eu passei a aceitar a graduação que me escolheu e os dias sem ânimo foram deixados pra trás dando lugar a uma paz interior enorme; Lembro dos dias de abalo emocional, de dor e tristeza, que deram base e sustentação pra pessoa que eu sou hoje... Não me considero alguém resiliente, muito pelo contrário, o meu pessimismo quase me levou ao fundo do poço umas três vezes, mas seria tolice da minha parte dizer que não aprendi algo com cada coisa que vivenciei, e é justamente sobre alguns desses aprendizados que eu venho falar hoje... Fiz uma listinha com 5 coisas que aprendi, 5 coisas pelas quais eu sou muito grata de ter compreendido e espero que possam retirar daqui algo de bom pra vida de vocês ♥

1

As coisas tem que dar errado pra poder dar certo


Já pensou se tudo ocorresse conforme as nossas cabecinhas planejam? Seria lindo não é? Não, mesmo! Haveriam muitas conquistas sem aquele gostinho de vitória, muitas vidas seriam destruídas devido as chances de mudança no roteiro que não foram ofertadas... Lembro que passei mais da metade da minha graduação num rancor profundo por não poder cursar o curso que eu realmente queria, e em um determinado dia eu compreendi que a vida entendia de vida muito mais do que eu, eu alimentava um desejo profundo por uma profissão que hoje tenho a total certeza de que seria infeliz... Nunca fui tão grata por tudo ter dado errado, sofri por três anos, três dolorosos anos, mas o que são três anos perto de uma vida inteira que eu poderia ter sofrido? No hoje sou grata até pelas coisas ruins que acontecem pelo caminho, por mais que a gente não acredite, todas elas tem um propósito.

2
Tudo nessa vida de uma forma ou de outra tem fim


Quem disse que o amooorrr, pode acabar ♪ Eu Marcelle Pires estou dizendo! Senta pra não cair pra trás, todos os sentimentos são propensos ao fim, assim como você sente raiva e ela passa, a paixão termina, o amor acaba, amigos viram desconhecidos e tem algum problema nisso? Não! A vida é feita de ciclos e quanto mais a gente ter em mente que as coisas são finitas mais energia a gente poupa pra gastar vivendo novas coisas... Quando você ver que algo chegou ao fim, não fique triste, tenha certeza de que você vai viver coisas novas, quem não gosta de coisas novas não é verdade? E do que passou, retire as partes boas e agradáveis e siga em frente...

3

Jamais exponha suas fraquezas


As pessoas que são mais próximas da gente, são as que mais têm o poder de nos ferir, e sabe por que isso acontece? Por que justamente por serem confiáveis, nós sempre acabamos expondo mais do nosso eu do que é necessário, lembro de há alguns anos eu estava passando por um momento difícil, uma fase tão complicada que ninguém compreendia, lembro também do quanto eu pedi pra algumas pessoas não falarem algumas coisas pra mim, por que doía muito ouvir, e sabe o que essas pessoas fizeram? Enfiaram não apenas o dedo, mas o braço inteiro na minha ferida... Desde então eu compreendi que por mais perto que alguém seja de mim, em um momento ou outro essa pessoa vai acabar me ferindo, e sabendo disso, as minhas fraquezas eu guardo pra mim, ninguém jamais e em hipótese alguma no presente tem acesso as coisas que me fazem chorar e pra mim, tá muito bom assim.

4

Desistir as vezes é necessário


E isso não é sinal de fraqueza, cada vez que a gente desiste de alguma coisa que nos atrasa, passamos a mensagem que estamos abertos a novas possibilidades, e a vida está cheia delas... Cada vez que eu desisti de alguma coisa, eu percebi ao meu redor oportunidades ainda melhores, portanto não contente-se com pouco, arrisque-se... Desista do amor que não é correspondido, do amigo que não liga pra você, da carreira a qual você não será feliz, de tudo o que te puxa pra baixo, é difícil eu sei, mas seu futuro agradece!

5
Faça as coisas no seu tempo


A sua vida é única e depende de você fazer com que ela seja excelente, eu não me formei com a minha turma e confesso que no dia que vi eles formando fiquei um tanto quanto triste, mas querem saber o que eu tirei de tudo isso? Que eu tenho uma forma única e pessoal de fazer as coisas, um ritmo de produzir diferente! Então, o TCC vai sair no meu tempo, vou estudar com calma pra passar em um mestrado no meu tempo, e isso se aplica a tudo na minha vida, afinal já que a vida é minha, eu tenho que fazer ela de acordo com as minhas regras e velocidade, se tem alguém que vai determinar quando eu vou fazer cada coisa, serei eu mesma e não os outros! Não atenda a todas as cobranças, todos os logos, nada assim é espontâneo e portanto, não faz a gente feliz...

Aderbal, eu faaaaaloooo demais! Era pra ter mais itens na lista, mas como cada parágrafo que eu escrevo dá duas novelas da Glória Perez, resolvi deixar apenas 5, quem sabe não rola uma parte II? Querem? Gostaram do post de hoje? Na idade atual de vocês qual foram as principais coisas que vocês aprenderam? Não saia sem comentar, adoro conversar com vocês pelos comentários!
Beijos da Mana 

Pin It
0

Nenhum comentário:

Postar um comentário